Óbvio e Clichê | Stereomotive – Banda retorna depois de sete anos, que mais parecem sete dias [by Fabio Zelenski]

Óbvio e Clichê | Stereomotive – Banda retorna depois de sete anos, que mais parecem sete dias [by Fabio Zelenski]

“Em Prelúdio, o fato de ter poucas faixas, contrastando com a alta qualidade das músicas, deixava sempre um gosto de “quero mais”. Óbvio e Clichê veio para acabar com isso”

Stereomotive – Novo álbum “Óbvio e clichê”

– Disponível pra streaming no TramaVirtual http://tramavirtual.uol.com.br/stereomotive
– Disponível pra download no BandCamp http://stereomotive.bandcamp.com/

“Óbvio e clichê” é o nosso primeiro álbum completo, com 12 músicas, foi produzido, mixado e masterizado por Fernando Sanches (O Inimigo, Againe) entre 2011 e 2012 no Estúdio El Rocha. A arte do encarte ficou por conta de Ricardo Yamagami.

Esse álbum traz em sua maioria músicas inéditas compostas entre 2006 e 2011 que representam todas as nossa influências e anseios.

No BandCamp é possivel baixar o álbum inteiro de graça, ou você pode “pagar o quanto quiser”.

Toda a grana obtida com a venda do álbum digital será usada na prensagem do álbum físico (guarde seu recibo do BandCamp pra obter um desconto assim que sair o álbum fisico)
Você pode usar um Cartão de Crédito Internacional, ou Paypal — Lembrando que será possível fazer o download gratuito, ou seja, só pague se quiser, o quanto achar que vale.

Predisponha-se a ver, escutar e sentir.

Notícia sobre lançamento do álbum “Óbvio e clichê” no TramaVirtual

Notícia sobre lançamento do álbum “Óbvio e clichê” no TramaVirtual:

http://tramavirtual.uol.com.br/noticia/2012/07/stereomotive

=)

Stereomotive – Lançamento do álbum “Óbvio e clichê”

“Óbvio e clichê” é o nosso primeiro álbum completo, com 12 músicas, foi produzido, mixado e masterizado por Fernando Sanches (O Inimigo, Againe) entre 2011 e 2012 no Estúdio El Rocha. A arte do encarte ficou por conta de Ricardo Yamagami.

Esse álbum traz em sua maioria músicas inéditas compostas entre 2006 e 2011 que representam todas as nossa influências e anseios.

– Disponivel pra streaming no TramaVirtual http://tramavirtual.uol.com.br/stereomotive
– Disponível pra download no BandCamp http://stereomotive.bandcamp.com/

No BandCamp é possivel baixar o álbum inteiro de graça, ou você pode “pagar o quanto quiser”.
Toda a grana obtida com a venda do álbum digital será usada na prensagem do álbum físico (guarde seu recibo do BandCamp pra obter um desconto assim que sair o álbum fisico)
Você pode usar um Cartão de Crédito Internacional, ou Paypal — Lembrando que será possível fazer o download gratuito, ou seja, só pague se quiser, o quanto achar que vale.

Predisponha-se a ver, escutar e sentir.

[youtube http://www.youtube.com/watch?v=q_wvBKbiZPU%5D

Hot Water Music em preto e branco!

Após um ditongo, digo, um hiato… rs… um novíssimo CD desse ícone que certamente influenciou mais da metade das bandas de 2000 pra cá!

Hot Water Music em “Exister” quebra o silêncio e resgata a performance energética desse quarteto que dispensa comentários, começando pelo Jason “Lo-fi” Black, e seu Fender Aerodyne.

Quem já teve a oportunidade de ouvir a carreira solo de Sir Chuck Ragan, pode estar se perguntando: porquê “The Boat” não foi uma canção gravada pelo quarteto… concordam?

Sinceramente, Chris Wollard and the Ship Thieves não me agradou por completo, mas tem o seu valor, ouçam.

Enfim, juntos eles certamente produziram um CD histórico, nesse momento em que a música mundial pede um Q de revolta, raspy vocals e menos cores.

Bem vindos de volta ao clube, o símbolo mais tatuado entre os adeptos do “ogrocore”: HWM

Fontes oficiais dizem que o álbum será lançado em 15 de Maio e terá 13 faixas:

01-) Mainline
02-) Boy, You’re Gonna Hurt Someone
03-) State of Grace
04-) Drown In It
05-) Drag My Body
06-) Safety
07-) Exister
08-) Wrong Way
09-) Take No Prisoners
10-) Pledge Wore Thin
11-) No End Left In Sight
12-) The Traps
13-) Paid In Full

Para quem estiver “muambando” pelos States, e quiser conferir essa performance, aqui vão algumas datas divulgadas:

May 16 – Philadelphia, PA – First Unitarian Church (“It’s just another wednesday”)
May 22 – New York, NY – Gramercy Theater
May 26 – Pomona, CA – Glasshouse

Teaser Oficial: [youtube http://youtu.be/kRF6UOm19sc%5D

Nosso batera foi assistir recentemente um show deles em Denver: [youtube http://www.youtube.com/watch?v=gg8lu5acKgI%5D

____
Postado por Rodrigo

Pearl Jam “Twenty”, ou simplesmente, PJ20

Sendo direto ao ponto, um documentário que fará qualquer marmanjo remoer-se.

Uma cronologia dos fatos, desde a banda “Pré Jam”, um rock glamuroso e purpurinado feito pelo “Mother Love Bone”, e aos mais de vinte anos depois, no auge de um movimento que para muitos não existe mais, porém, basta olhar um camisão xadrez que não tem como não dizer: “É Grunge”.

[youtube http://www.youtube.com/watch?v=rj0yGRsx4Sc%5D

Depois do Quase Rock no Rio, creio que teremos um SWU com quase um dia inteiro de revival, Alice in Chains, Stone Temple Pilots, Chris Cornell, importante a presença (de quem não gastou nenhum tostão até o momento com a maré de shows que vem assolhando nosso país).

Voltando ao PJ20, parabéns aos produtores, o documentário é perfeito, do que começo ao final e ao começo denovo (eu mesmo assisti três vezes até o momento).

Pontos altos?

Isso, vamos enumerar alguns:

– Andy Wood’s cantando para uma platéia “imaginária” de muitas mil pessoas de sete pessoas;
– Chris Cornell mostrava uma certa “dúvida” em relação ao talento musical do Eddie Vedder;
– O “famoso” Grammy que teve relevância zero para o Pearl Jam, a declaração exibida lhe causará aquela boa vergonha alheia (e a vontade de ter sido você o dono da frase);
– Saber o quanto o Sir Neil Young foi “educador” na carreira dos demais músicas da banda;
– No tribunal contra a Ticketmaster;
– O “abraço” entre Cobain e Vedder, com algumas amigas ao redor “tirando um certo sarro” do Kurt… rs

[youtube http://www.youtube.com/watch?v=GzI8OhR0IVY%5D

Assistam e na sequência, montem uma banda, combinado?

PS: O Pearl Jam é a única banda a ter ganho uma carta de agradecimento da Associação Californana do Abacate.

Pearl Jam - Capa do album Pearl jam

____
Postado por Rodrigo

Videos do Tim Kinsella em São Paulo

Os shows do Tim no SESC Belenzinho foram fantásticos… Bom, pra começo de conversa, eu não tinha ido naquela unidade do SESC ainda, e confesso que é muito bacana… O Tim tocou muita coisa do Joan of Arc, algumas do Cap’n Jazz, e uma cover do Lungfish… Foi muito legal, um show bem intimista… na primeira sessão ele quase não conversou com o público — tocou um som atrás do outro sem deixar nem espaço pros aplausos… na segunda sessão ele conversou mais, falou sobre Jorge Ben Jor, a dificuldade em ficar longe de casa (aparentemente ele até toma uns remédios quando precisa viajar), mas as apresentações foram fantásticas… Eu não levei minha câmera, mas achei alguns vídeos no Youtube, bem legais… seguem aí alguns deles. (Esperamos que o Tim volte logo com o Joan of Arc ou com o Cap’n Jazz — seria fodástico, hein!?)

Ooh Do I Love You (Cap'n Jazz)


Many Times I've Mistaken (Joan of Arc) e comentários
sobre o album África Brasil do Jorge Ben Jor


A Tell-Tale Penis (Joan of Arc)


Ooh Do I Love You (Cap'n Jazz)


Many Times I've Mistaken (Joan of Arc)


Staying Alive And Lovelessness (Joan of Arc)


If There Was a Time (Joan of Arc)


The Evidence (Lungfish)

Entrevista com Stereomotive na TramaVirtual – Holofote: Stereomotive

O  Stereomotive é destaque na seção Holofote da TramaVirtual.

Entrevista feita pelo Ricardo Tibiu, com o Ronaldo. — Valeu pela força Ricardo!

Leia a entrevista e ouça/baixe os sons do Stereomotive na TramaVirtual:

>>> TramaVirtual – Holofote: Stereomotive

Playlist Cap’n Jazz, Owls, Make Believe, Joan of Arc e Tim Kinsella(s)

Aquecimento pros shows do Tim Kinsella em São Paulo,

Eu já havia postado uma Playlist com algumas músicas do seu trabalho solo, mas resolvi criar uma playlist englobando outras fases da sua carreira com participação nas bandas Cap’n Jazz, Owls, Make Believe e Joan of Arc.

Segue a playlist:

>>> Playlist no GrooveShark com meus sons preferidos de Cap’n Jazz, Owls, Make Believe, Joan of Arc e Tim Kinsella(s);

****

Postado por Ronaldo Aguiar

 

 

 

 

 

 

Show do Tim Kinsella em São Paulo

Tim Kinsella no Brasil!

Isso mesmo, o fundador do Cap’n Jazz, uma das bandas mais fodásticas do que eu costumo chamar de “post-hardcore no sentido literal da expressão” vai estar no Brasil em Setembro, fazendo duas apresentações no SESC Belenzinho em São Paulo. Além do Cap’n Jazz ele fundou o Owls e o Joan of Arc, duas bandas também sensacionais, e esteve em um infinidade de outros projetos (veja mais na Wikipedia).

>>> Playlist com músicas do Tim Kinsella no Grooveshark

>>> Link pro site do SESC-SP com informações sobre o show

Os meus sons preferidos do Tim são Everyone is my Friend (do Owls, dica do Hendi Carmo) e qualquer uma do Cap’n Jazz, mas eu vou colocar Puddle Splashers que é muito foda, e a gente fez umas covers algumas vezes:

Owls – Everyone is my friend


R$ 12,00 [usuário matriculado no SESC e dependentes, +60 anos, professores da rede pública de ensino e estudantes com comprovante]
R$ 6,00 [trabalhador no comércio e serviços matriculado no SESC e dependentes]

>>> Link pro site do SESC-SP

%d blogueiros gostam disto: